sábado, 31 de dezembro de 2011

Fernando Pessoa e Mário Quintana para 2012



            Malu Bozzani


Mário Quintana - Ano Novo

Lá bem no alto do décimo segundo andar do ano
Vive uma louca chamada Esperança
E ela pensa que quando todas buzinas
Todos os tambores
Todos os reco-recos tocarem:
- Ó delicioso vôo!
Ela será encontrada miraculosamente incólume na calçada – outra vez criança
E em torno dela indagará o povo:
- Como é o teu nome, meninazinha dos olhos verdes?
E ela lhes dirá
( É preciso dizer-lhes tudo de novo )
Ela lhes dirá bem alto, para que não se esqueçam:
- O meu nome é ES – PE – RAN – ÇA …


Navegue, descubra tesouros, mas não os tire do fundo do mar, o lugar deles é lá.
Admire a lua, sonhe com ela, mas não queira trazê-la para a terra.
Curta o sol, se deixe acariciar por ele, mas lembre-se que o seu calor é para todos.
Sonhe com as estrelas, apenas sonhe, elas só podem brilhar no céu.
Não tente deter o vento, ele precisa correr por toda parte, ele tem pressa de chegar sabe-se lá onde.
Não apare a chuva, ela quer cair e molhar muitos rostos, não pode molhar só o seu.
As lágrimas? Não as seque, elas precisam correr na minha, na sua, em todas as faces.
O sorriso! Esse você deve segurar, não deixe-o ir embora, agarre-o!
Quem você ama? Guarde dentro de um porta jóias, tranque, perca a chave! Quem você ama é a maior jóia que você possui, a mais valiosa.
Não importa se a estação do ano muda, se o século vira e se o milênio é outro, se a idade aumenta; conserve a vontade de viver, não se chega à parte alguma sem ela.
Abra todas as janelas que encontrar e as portas também.
Persiga um sonho, mas não deixe ele viver sozinho.
Alimente sua alma com amor, cure suas feridas com carinho.
Descubra-se todos os dias, deixe-se levar pelas vontades, mas não enlouqueça por elas.
Procure, sempre procure o fim de uma história, seja ela qual for.
Dê um sorriso para quem esqueceu como se faz isso.
Acelere seus pensamentos, mas não permita que eles te consumam.
Olhe para o lado, alguém precisa de você.
Abasteça seu coração de fé, não a perca nunca.
Mergulhe de cabeça nos seus desejos e satisfaça-os.
Agonize de dor por um amigo, só saia dessa agonia se conseguir tirá-lo também.
Procure os seus caminhos, mas não magoe ninguém nessa procura.
Arrependa-se, volte atrás, peça perdão!
Não se acostume com o que não o faz feliz, revolte-se quando julgar necessário.
Alague seu coração de esperanças, mas não deixe que ele se afogue nelas.
Se achar que precisa voltar, volte!
Se perceber que precisa seguir, siga!
Se estiver tudo errado, comece novamente.
Se estiver tudo certo, continue.
Se sentir saudades, mate-a.
Se perder um amor, não se perca!
Se achá-lo, segure-o!
Circunda-te de rosas, ama, bebe e cala.
O mais é nada.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

WORLD AIDS DAY - A poem written by a 17 year old boy


Please take the time to read this moving poem written by a 17 year old South African boy who has lost both his parents to AIDS. This poem has been published in our book ‘Touching Rainbows’ and was submitted by Tapologo Hospice in Rustenburg.
Cover for Touching Rainbows

HIV & AIDS
aids_ribbon-3290.jpg.gif
I am invisible
I am incurable
I am uncontrollable
I am ungovernable

I move from Cape to Cairo
I move from Africa to America
I move throughout the globe
I move by trains, cars, buses and planes, but I like the trucks.

I have taken the world by storm
I have taken the government by surprise
I am an international president
I control you whether you like it or not
ABC will never defeat me
ABC will never protect you
What I want is D and G
Death is my destination and the grave is your resting place.

If you don’t abstain
If you are not faithful
If you don’t condomise
Death will strike and the grave will be your home.

I am not afraid of nurses and doctors
I turn teachers into patients                                      
I turn doctors into patients
I will put everybody in bed as I like
I have boys working for me
I will send them to kill when I like
TB will do the job and pneumonia will give you the final kick.

Doctors are afraid of me
They will never blame me for your death
They will always blame TB and pneumonia
What you see is just the beginning
You will never believe your eyes and ears
‘Cause I will sweep families and friends like dust.

I will keep hospitals full
I will keep mortuaries full
I will keep the graveyards full
I am the champ of champs
I am the undefeated
I am the undisputed world champion disease
I am HIV & AIDS
By Vusi Mpangane (17)

Today is World AIDS Day.  This day was first celebrated on 1 December 1988 and is about increasing awareness, fighting prejudice, raising money and improving knowledge. World AIDS Day reminds people that HIV is still a threat to millions, and that there are many things still to be done in the fight to eradicate it.

UNAIDS estimates that there are around 34 million people living with HIV worldwide. It is estimated that 2.5 million of those are children, with many more millions who are affected by the disease.

During 2010 some 2.7 million people became newly infected with the virus, including an estimated 390,000 children.Despite a significant decline in the estimated number of AIDS-related deaths over the last five years, there were still an estimated 1.8 million AIDS-related deaths in 2010.1

The vast majority of people with HIV and AIDS live in low- and middle-income countries. But HIV today is a threat to men, women and children on all continents around the world.

How much do you know about AIDS?
The above information was taken from the AVERT website. Visit the AVERT website and play their Avert Challenge Game.   



Sue Boucher International Information Officer
International Children's Palliative Care Network

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Aquarelas da vida...

Viver...
E não ter a vergonha de ser feliz!!


Curta e sábia

Uma noite, um velho índio falou ao seu neto sobre o combate que acontece dentro das pessoas.
Ele disse: - Há uma batalha entre dois lobos que vivem dentro de todos nós.
Um é Mau - É a raiva, inveja, ciúme, tristeza, desgosto, cobiça, arrogância, pena de si mesmo, culpa, ressentimento, inferioridade, orgulho falso, superioridade e ego.
O outro é Bom - É alegria, fraternidade, paz, esperança, serenidade, humildade, bondade, benevolência, empatia, generosidade, verdade, compaixão e fé.

O neto pensou nessa luta e perguntou ao avô: - Qual lobo vence?
O velho índio respondeu:
- "Aquele que você alimenta!"

domingo, 11 de setembro de 2011

A utilização da acupuntura como recurso terapêutico


Originada há milhares de anos na China, a Acupuntura está sendo cada vez mais difundida e utilizada no Ocidente, graças ao seu inegável poder terapêutico.
O stress é, em cerca de 70% dos casos, a motivação preferida das visitas, mas na lista aparecem problemas respiratórios, dores nas costas provocadas por tensão, problemas dermatológicos, entre outros.
A utilização da acupuntura como recurso terapêutico pode ser justificada a partir da compreensão de seus mecanismos de ação.
Em síntese, vários efeitos de relevância clínica podem ser gerados pela acupuntura . Dentre eles destacam-se os efeitos:

  • ·        analgésicos,
  • ·        relaxante muscular,
  • ·        sedativo/hipnótico,
  • ·        antiemético,
  • ·        ansiolítico,
  • ·        antidepressivo ,
  • ·        antiinflamatório,
  • ·        indutor da imunidade,
  • ·        facilitador na reabilitação após acidente vascular encefálico e
  • ·        estimulante da reparação e cicatrização tecidual.


É comum o paciente, durante e após a sessão de acupuntura sentir um bem estar, uma leveza. Isto decorre devido a liberação de endorfinas pelo nosso organismo. Poderíamos dizer que os pontos de acupuntura, através dos meridianos, são a ligação com o meio interno do organismo.
A acupuntura não classifica as doenças tão restritamente como estamos acostumados  no Ocidente. Não existe somente uma doença, mas sim uma pessoa que necessita de um tratamento geral, visando seu equilíbrio como um todo. 


O tratamento promove um equilíbrio geral no organismo, pois nenhuma doença existe isoladamente, sempre está associada a algum desequilíbrio geral. Além do sintoma principal que trouxe o paciente ao consultório, haverá outros sintomas, mesmo de menor importância, que são reflexos do mesmo desequilíbrio. E quando tratado corretamentepromoverá uma melhora na saúde global do indivíduo.

 

Acupuntura Coreana - breve explicação

                           
Acupuntura é uma terapêutica milenar da Medicina Tradicional Chinesa que utiliza agulhas, moxas e outros instrumentos para liberar substâncias químicas no organismo com efeito analgésico e/ou antiinflamatório e assim, aliviar dor e outros sintomas decorrentes de determinadas doenças.
Derivada da acupuntura chinesa, que tem cerca de 5 mil anos, a Koryo Sooji Chim foi criada na Coréia do Sul em 1971 pelo médico sul coreano Dr. Tae Woo Yoo. Ele identificou, através de estudos de termodinâmica, 345 pontos nas mãos de correspondência com todas as partes do corpo.
Estes pontos se localizam em quatorze micro-meridianos, sendo totalmente fundamentados nos princípios básicos da Medicina Tradicional Chinesa. Estimulados, promovem o equilíbrio dos diferentes órgãos vitais.


Portanto, poderíamos dizer que trata-se de um método para prevenção, controle e regulação dos problemas físicos e emocionais por meio da aplicação de estímulos somente nas mãos.


Por sua praticidade e segurança a Koryo Sooji logo se espalhou pelo mundo. Foi reconhecida pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em 2000 e tem milhões de adeptos, inclusive em países ocidentais, como França, Alemanha e Estados Unidos. É divulgada em várias universidades, desenvolvendo palestras, seminários e congressos, com apresentações de estudos e comprovações científicas.
                            
Chega ao Brasil no final dos anos 90,com o boom da imigração coreana para São Paulo.
Países que já se beneficiam do método: Japão, EUA, Inglaterra, Canadá, França, Alemanha, Espanha, Áustria, Itália, China, Taiwan, Sudeste Asiático, Paquistão, Gabão, Israel, Suíça, Bélgica, México, Chile, Paraguai, Austrália, Nova Zelândia, Egito, BRASIL, Rússia, Venezuela e outros.


Indicações
A Acupuntura é indicada para o tratamento de diversas doenças e sintomas. Indicada para crianças, jovens, adultos e idosos. A Organização Mundial da Saúde lista várias doenças para as quais ela é indicada.

Algumas indicações mais frequentes : estresse, depressão, ansiedade, dor de cabeça, enxaqueca, obesidade, emagrecimento, tensão pré menstrual (TPM), cólica menstrual, artrite, artrose, menopausa, AVC, lesões esportivas, dores e problemas de coluna, hérnia de disco, dor ciática, hipertensão, problemas respiratórios e digestivos, tabagismo, alcoolismo, entre outros.

  Contato:  malu.bozzani@gmail.com


domingo, 4 de setembro de 2011

A saudade fala português


 


Para os amigos

 


Como abraçar um bebê!

1.. Primeiro, ah... encontre um bebê !

cid:60C28E48-240D-47C8-B973-8B234B06EDA8
2. Segundo, tenha certeza que encontrou um bebê, utilizando a técnica do faro

cid:30608C11-C4BC-42D2-B001-D864B8871C04
3. A seguir amacie o bebê antes de começar o processo do abraço.

cid:4AE7A364-77F8-4265-A93E-FB73EDF197A4
4. 'A técnica do deslize de patas'
Des
lize as patas em volta do bebê e se prepare para o close.

cid:4CD528DF-82AE-4283-9AE4-E0C5325B5DAC

5. Finalmente, olhe para a câmera fotográfica, e execute a difícil arte de abraçar, sorrindo e inclinando ao mesmo tempo, para eternizar esse momento!


cid:4F68CEAA-0942-4B53-8F23-8E57ABDB8D67
Cuidado..se você não enviar essa postagem para os amigos,

um cachorro vai fazer xixi no seu computador!

 


cid:3450130A-259C-470E-97CD-F434E94AAB6D
Consegui te fazer sorrir? Que bom!
Abraços, e boa semana!

Malu Bozzani

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

DEFICIÊNCIAS - Mario Quintana

"Deficiente" é aquele que não consegue modificar sua vida, aceitando as imposições de outras pessoas ou da sociedade em que vive, sem ter consciência de que é dono do seu destino.
"Louco"
é quem não procura ser feliz com o que possui.
"Cego"
é aquele que não vê seu próximo morrer de frio, de fome, de miséria, e só tem olhos para seus míseros problemas e pequenas dores.
"Surdo"
é aquele que não tem tempo de ouvir um desabafo de um amigo, ou o apelo de um irmão. Pois está sempre apressado para o trabalho e quer garantir seus tostões no fim do mês.
"Mudo"
é aquele que não consegue falar o que sente e se esconde por trás da máscara da hipocrisia.
"Paralítico"
é quem não consegue andar na direção daqueles que precisam de sua ajuda.
"Diabético"
é quem não consegue ser doce.
"Anão"
é quem não sabe deixar o amor crescer. E, finalmente, a pior das deficiências é ser miserável, pois:

"Miseráveis"
são todos que não conseguem falar com Deus.

Salvo pela gentileza...

Conta-se uma história de um empregado em um frigorifico da Noruega.
Certo dia ao término do trabalho foi inspecionar a câmara frigorifica.
Inexplicavelmente, a porta se fechou e ele ficou preso dentro da camara.
Bateu na porta com força, gritou por socorro, mas ninguém o ouviu, todos
já haviam saído para suas casas e era impossível que alguém pudesse escutá-lo.
Já estava quase cinco horas preso, debilitado com a temperatura insuportável.
De repente a porta se abriu e o vigia entrou na câmara e o resgatou com vida.
Depois de salvar a vida do homem, perguntaram ao vigia:

Porque foi abrir a porta da câmara se isto não fazia parte da sua rotina de trabalho?
Ele explicou: Trabalho nesta empresa há 35 anos, centenas de empregados entram
e saem aqui todos os dias e ele é o único que me cumprimenta ao chegar pela manhã
e se despede de mim ao sair.  Hoje pela manhã disse “Bom dia” quando chegou.
Entretanto não se despediu de mim na hora da saída. Imaginei que poderia ter-lhe
acontecido algo. Por isto o procurei e o encontrei.  
                             Pergunta: Será que você seria salvo?

Acesse também:
Gentileza como irradiação do cuidado e da ternura essencial 
            Resgate do cuidado com a infância

Vende-se Tudo - Martha Medeiros



No mural do colégio da minha filha encontrei um cartaz escrito por uma mãe, avisando que estava vendendo tudo o que ela tinha em casa, pois a família voltaria a morar nos Estados Unidos. 
O cartaz dava o endereço do bazar e o horário de atendimento.
Uma outra mãe, ao meu lado, comentou:
- Que coisa triste ter que vender tudo que se tem.
- Não é não, respondi, já passei por isso e é uma lição de vida.

Morei uma época no Chile e, na hora de voltar ao Brasil, trouxe comigo apenas umas poucas gravuras, uns livros e uns tapetes.

O resto vendi tudo, e por tudo entenda-se: fogão, camas, louça, liquidificador, sala de jantar, aparelho de som, tudo o que compõe uma casa.
 Como eu não conhecia muita gente na cidade, meu marido anunciou o bazar no seu local de trabalho e esperamos sentados que alguém aparecesse. Sentados no chão. O sofá foi o primeiro que se foi.
Às vezes o interfone tocava às 11 da noite e era alguém que tinha ouvido comentar que ali estava se vendendo uma estante. Eu convidava para subir e em dez minutos negociávamos um belo desconto. Além disso, eu sempre dava um abridor de vinho ou um saleiro de brinde, e lá se iam meus móveis e minhas bugigangas.
Um troço maluco: estranhos entravam na minha casa e desfalcavam o meu lar, que a cada dia ficava mais nu, mais sem alma.
No penúltimo dia, ficamos só com o colchão no chão, a geladeira e a tevê. No último, só com o colchão, que o zelador comprou e, compreensivo, topou esperar a gente ir embora antes de buscar. Ganhou de brinde os travesseiros..

Guardo esses últimos dias no Chile como o momento da minha vida em que aprendi a irrelevância de quase tudo o que é material.

Nunca mais me apeguei a nada que não tivesse valor afetivo.
Deixei de lado o zelo excessivo por coisas que foram feitas apenas para se usar, e não para se amar.

Hoje me desfaço com facilidade de objetos, enquanto que se torna cada v ez mais difícil me afastar de pessoas que são ou foram importantes, não importa o tempo que estiveram presentes na minha vida...

Desejo para essa mulher que está vendendo suas coisas para voltar aos Estados Unidos a mesma emoção que tive na minha última noite no Chile. Dormimos no mesmo colchão, eu, meu marido e minha filha, que na época tinha 2 anos de idade. As roupas já estavam guardadas nas malas. Fazia muito frio. Ao acordarmos, uma vizinha simpática nos ofereceu o café da manhã, já que não tínhamos nem uma xícara em casa.

Fomos embora carregando apenas o que havíamos vivido, levando as emoções todas: nenhuma recordação foi vendida ou entregue como brinde. Não pagamos excesso de bagagem e chegamos aqui com outro tipo de leveza.

Só possuímos na vida o que dela pudermos levar ao partir.

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Ciclos em nossas vidas - Fernando Pessoa

Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final..
Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver.

Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos.
 Não importa o nome que damos, o que importa
é deixar no passado os momentos da vida que já se acabaram.
Foi despedida do trabalho?
Terminou uma relação?
Deixou a casa dos pais?
Partiu para viver em outro país?
A amizade tão longamente cultivada desapareceu sem explicações?

Você pode passar muito tempo se perguntando por que isso aconteceu.
Pode dizer para si mesma que não dará mais um passo enquanto não entender as razões que levaram certas coisas, que eram tão importantes e sólidas em sua vida, serem subitamente transformadas em pó.

Mas tal atitude será um desgaste imenso para todos: seus pais, seu marido ou sua esposa, seus amigos, seus filhos, sua irmã, todos estarão encerrando capítulos, virando a folha, seguindo adiante, e todos sofrerão ao ver que você está parado.

Ninguém pode estar ao mesmo tempo no presente e no passado, nem mesmo quando tentamos entender as coisas que acontecem conosco.
O que passou não voltará: não podemos ser eternamente meninos, adolescentes tardios, filhos que se sentem culpados ou rancorosos com os pais, amantes que revivem noite e dia uma ligação com quem já foi embora e não tem a menor intenção de voltar.

As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas realmente possam ir embora.
Por isso é tão importante (por mais doloroso que seja!) destruir recordações, mudar de casa, dar muitas coisas para orfanatos, vender ou doar os livros que tem.

Tudo neste mundo visível é uma manifestação do mundo invisível, do que está acontecendo em nosso coração..... e o desfazer-se de certas lembranças significa também abrir espaço para que outras tomem o seu lugar.

Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se. Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos.

Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor.

Pare de ligar sua televisão emocional e assistir sempre ao mesmo programa, que mostra como você sofreu com determinada perda: isso o estará apenas envenenando, e nada mais.
Não há nada mais perigoso que rompimentos amorosos que não são aceitos, promessas de emprego que não têm data marcada para começar, decisões que sempre são adiadas em nome do "momento ideal".
Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais voltará.
Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo, sem aquela pessoa - nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade.

Pode parecer óbvio, pode mesmo ser difícil, mas é muito importante.
Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida.
Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é.
Torna-te uma pessoa melhor e assegura-te de que sabes bem quem és tu própria, antes de conheceres alguém e de esperares que ele veja quem tu és..

E lembra-te :

“Tudo o que chega, chega sempre por alguma razão"

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Começar de novo...

A impermanência é uma das principais marcas de nosso tempo.
.Tudo muda muito rápido, e quem aceita essa realidade e consegue exercitar sua capacidade de adaptação, já sai com vantagens
 De certa forma, quando acordamos na manhã de cada dia, começamos de novo nossa vida:
Às vezes começamos pouca coisa de novo, e damos continuidade ao que já fazíamos, mantendo a rotina e construindo estabilidade. Mas, às vezes acordamos de manhã e estamos em um novo lugar, ou iniciamos em um novo emprego, ou viramos a cabeça e vemos uma nova pessoa no travesseiro ao lado. Sempre começamos de novo, o que varia é a intensidade
Há poucas coisas mais edificantes para o caráter do que começar de novo, relevando as mágoas, engolindo a lágrimas e lançando um olhar otimista para o futuro. Começar de novo é uma fantástica forma de libertação. Provavelmente a melhor de todas.
Eugênio Mussak – revista Vida simples



A lição das borboletas

Um dia, uma pequena abertura apareceu no casulo, e o homem sentou e observou a borboleta por várias horas, conforme ela se esforçava para fazer com que seu corpo passasse através daquele pequeno buraco.
Então ela parou de fazer qualquer progresso. Parecia que ela já avançara o mais que podia, e não conseguia ir mais longe. O homem decidiu ajudar a borboleta: pegou uma tesoura e cortou o restante do casulo.
A borboleta saiu facilmente, mas seu corpo estava murcho, era pequeno e tinha as asas amassadas.
O homem continuou a observar a borboleta porque ele esperava que, a qualquer momento, as asas dela se abrissem e esticassem para serem capazes de suportar o corpo que iria se afirmar com o tempo.
Mas nada aconteceu, a borboleta passou o resto da sua vida rastejando com um corpo murcho e asas encolhidas. Ela nunca foi capaz de voar. O que o homem, em sua gentileza e vontade de ajudar não compreendia, era que o casulo apertado, e o esforço necessário a borboleta para passar através da pequena abertura, eram o modo com que Deus fazia com que o fluído do corpo da borboleta fosse para as suas asas tornando-a pronta para voar uma vez que estivesse livre do casulo…
Algumas vezes, o esforço é justamente o que precisamos em nossa vida.
Se Deus nos permitisse passar através de nossas vidas sem quaisquer obstáculos,
ele nos deixaria incompletos. Nós não seríamos tão fortes como poderíamos ter sido.
Nós nunca poderíamos voar.

Eu pedi Força…. e Deus me deu Dificuldades para me fazer forte.
Eu pedi Sabedoria… e Deus me deu Problemas para resolver.
Eu pedi Prosperidade… e Deus me deu Cérebro e Músculos para trabalhar.
Eu pedi Coragem… e Deus me deu Perigo para superar.
Eu pedi Amor… e Deus me deu pessoas com Problemas para ajudar.
Eu pedi Favores… e Deus me deu oportunidades.
Eu não recebi nada que pedi… Mas eu recebi tudo de que precisava.

Essência


O ego acredita que a nossa força reside em nossa resistência, quando, na verdade, a resistência nos separa de quem realmente somos, único "lugar "de força verdadeira. A resistência é a fraqueza e o medo disfarçado de força. O que o ego vê como fraqueza é o Ser em sua pureza, inocência e poder. O que ele vê como força é fraqueza. Assim, o ego existe num modo contínuo de resistência e desempenha papéis falsos para encobrir a “fraqueza”, que, na verdade, é o nosso poder.

Até que haja a entrega, a representação inconsciente de determinados papéis se constitui em grande parte da interação humana. Na entrega, não mais precisamos das defesas do ego e das falsas máscaras. Passamos a ser muito simples, muito reais. “Isso é perigoso”, diz o ego. “Você vai se machucar. Vai ficar vulnerável.” O ego não sabe, é claro, que somente quando deixamos de resistir, quando nos tornamos vulneráveis, é que podemos descobrir a nossa verdadeira e fundamental invulnerabilidade.

(por Eckhart Tolle – do livro “O PODER DO AGORA”)
 

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Para refletir:

Um mestre do Oriente viu quando um escorpião estava se afogando e decidiu tirá-lo da água, mas quando o fez, o escorpião o picou. Pela reação de dor, o mestre o soltou e o animal caiu de novo na água e estava se afogando. O mestre tentou tirá-lo novamente e outra vez o animal o picou. Alguém que estava observando se aproximou do mestre e lhe disse:

-Desculpe-me mas você é teimoso! Não entende que todas as vezes que tentar tirá-lo da água ele irá picá-lo? O mestre respondeu:

-A natureza do escorpião é picar, e isto não vai mudar a minha, que é ajudar.

Então, com a ajuda de uma folha, o mestre tirou o escorpião da água e salvou sua vida, e continuou:

-Não mude sua natureza se alguém lhe faz algum mal; apenas tome precauções. Alguns perseguem a felicidade, outros a criam. Quando a vida lhe apresentar mil razões para chorar, mostre- lhe que tem mil e uma razões para sorrir. Preocupe-se mais com sua consciência do que com sua reputação. Porque sua consciência é o que você é, e sua reputação é o que os outros pensam que você é.

terça-feira, 26 de julho de 2011

Sobre a paz e o perdão

 


“Seja tua palavra de gentileza e de esperança em qualquer situação.
Entretece comentários respeitosos e educa os que comportem as palavras,
gerando otimismo e fraternidade a todo momento.” (Joanna de Ângelis)


O silêncio é a gentileza do perdão
que se cala e espera o tempo.
(Meimei)

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Lembrete do dia do amigo




"Se um dia tiver que escolher entre o mundo e o amor, lembre-se:
Se escolher o mundo ficará sem amor, mas se escolher o amor,
 com ele conquistarás o mundo."
 Albert Einstein
cid:image001.gif@01CBD4FE.F5384B40

PARABÉNS MEU AMIGO (A)
OBRIGADA
POR SUA PREOCUPAÇÃO COMIGO,
PELO SEU RESPEITO E COMPREENSÃO,
POR PROCURAR ENTENDER MEUS DEFEITOS,
POR ME DAR CONSELHOS,
POR OUVIR MINHAS LAMÚRIAS,
POR INCENTIVAR MEUS DESAFIOS,
POR RIR DE MINHAS PIADAS SEM GRAÇA,
POR CHORAR JUNTO NOS MOMENTOS DE TRISTEZA,
POR GOSTAR DE MIM DO JEITO QUE SOU,
SABEDOR DE QUE TUDO ISSO
RETRIBUO.
OBRIGADA POR SUA AMIZADE.

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Plantão do Riso




































Clique na imagem para uma melhor visualização

Armazém da Pizza
Rua Serimbura, 400 - Jardim Margareth,
São José dos Campos - (12) 3923-7779

domingo, 26 de junho de 2011

Um anjo cantando!

Vale a pena ver e ouvir as duas músicas dessa garotinha!

Paliativos: conversando com os pequenos...





































CLIQUE NA IMAGEM PARA UMA MELHOR VISUALIZAÇÃO
Lucélia Elizabeth Paiva
Doutora em Psicologia - USP
Mestre em Ciências (Oncologia) - Hosp. A.C. Camargo
Psicóloga - CRP 06/16.410

lucelia_paiva@uol.com.br
www.luceliapaiva.psc.br

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Belíssima Terra

Por mais distante o errante navegante...
jamais te esqueceria!
Delicie-se com essas imagens...

domingo, 15 de maio de 2011

Nosso projeto anti-bullying


INCENTIVO A UMA CULTURA DE PAZ E RESPEITO ÀS DIFERENÇAS INDIVIDUAIS
A OMS (Organização Mundial de Saúde) define saúde não apenas como a ausência de doença, mas como um bem-estar físico, mental e social.
E TODOS TÊM DIREITO À SAÚDE INTEGRAL e à QUALIDADE DE VIDA!
Com o projeto anti-bullying, nossa proposta é ajudar a implantar uma política de trabalho pedagógico que promova a discussão e o debate acerca das diversas formas de violência, da necessidade de combatê-la em prol da construção de uma educação para a paz.
.
Ensinar os mais jovens a buscar o equilíbrio entre a saúde física, emocional, social, e mesmo com o meio ambiente é um dos maiores legados que lhe podemos deixar.
Malu Bozzani

                                                 malu.bozzani@gmail.com

Acesse também:

Nosso projeto anti-bullying. Há sim muito o que fazer!



sábado, 23 de abril de 2011

Renove suas ideias!


Já que estamos numa época de reflexão, aí estão umas imagens e frases muito inspiradoras para uma renovação...pra melhor!