quinta-feira, 29 de julho de 2010

John Lennon - "Fizeram a gente acreditar..."


" E aí, quando você estiver muito apaixonado por você mesmo, vai poder ser muito feliz e se apaixonar por alguém."

Elton John - Your song

In My Life - The Beatles

Composição: John Lennon e Paul Mc Cartney
 


Felicida Realista

"FELICIDADE REALISTA"
( Martha Medeiros )

A princípio, bastaria ter saúde, dinheiro e amor, o que já é um pacote
louvável, mas nossos desejos são ainda mais complexos.
Não basta que a gente esteja sem febre: queremos, além de saúde, ser magérrimos, sarados, irresistíveis. 

Dinheiro? Não basta termos para pagar o aluguel, a comida e o cinema: queremos a piscina olímpica e uma temporada num spa cinco estrelas. 

E quanto ao amor? Ah, o amor... não basta termos alguém com quem podemos conversar, dividir uma pizza e fazer sexo de vez em quando. Isso é pensar pequeno: queremos AMOR, todinho maiúsculo. Queremos estar visceralmente apaixonados, queremos ser surpreendidos por declarações e presentes inesperados, queremos jantar à luz de velas de segunda a domingo, queremos sexo selvagem e diário, queremos ser felizes assim e não de outro jeito.

É o que dá ver tanta televisão.
Simplesmente esquecemos de tentar ser felizes de uma forma mais realista. Ter um parceiro constante, pode ou não, ser sinônimo de felicidade. Você pode ser feliz solteiro, feliz com uns romances ocasionais, feliz com um parceiro, feliz sem nenhum. Não existe amor minúsculo, principalmente quando se trata de amor-próprio.

Dinheiro é uma benção. Quem tem, precisa aproveitá-lo, gastá-lo,
usufruí-lo. Não perder tempo juntando, juntando, juntando. Apenas o
suficiente para se sentir seguro, mas não aprisionado. E se a gente tem pouco, é com este pouco que vai tentar segurar a onda, buscando coisas que saiam de graça, como um pouco de humor, um pouco de fé e um pouco de criatividade.

Ser feliz de uma forma realista é fazer o possível e aceitar o improvável. Fazer exercícios sem almejar passarelas, trabalhar sem almejar o estrelato, amar sem almejar o eterno. Olhe para o relógio: hora de acordar. É importante pensar-se ao extremo, buscar lá dentro o que nos mobiliza, instiga e conduz mas sem exigir-se desumanamente.

A vida não é um jogo onde só quem testa seus limites é que leva o prêmio. Não sejamos vítimas ingênuas desta tal competitividade. Se a meta está alta demais, reduza-a. Se você não está de acordo com as regras, demita-se.

Invente seu próprio jogo. Faça o que for necessário para ser feliz. Mas não se esqueça que a felicidade é um sentimento simples, você pode encontrá-la e deixá-la ir embora por não perceber sua simplicidade. Ela transmite paz e não sentimentos fortes, que nos atormenta e provoca inquietude no nosso coração. Isso pode ser alegria, paixão, entusiasmo, mas não felicidade.

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Rosas para todos os momentos!




Aproveite as rosas!

Malu

Amigos são Anjos!

 Os verdadeiros amigos são anjos! Descobri essa irrefutável verdade ao perceber o quanto são raras essas preciosidades que chegam de repente na vida da gente e se alojam devagarzinho em local especial e essencial da nossa existência.No decorrer dos anos, encontramos vários tipos de anjos. Alguns são sonsos, vão se apoderando do nosso carinho como quem não quer nada, até que, quando percebemos, já lhes dedicamos nosso afeto integral... Outros são mais atirados; já chegam mostrando claramente com seus olhos sinceros o quanto nossa amizade é importante para eles... Alguns chegam necessitando de curativos nos ferimentos causados por amigos que não eram anjos... Outros chegam para sarar nossos próprios ferimentos... Alguns são leves e divertidos; nos mostram a alegria da vida... Outros, não menos honestos, nos mostram a seriedade com que a vida deve ser enfrentada... Alguns têm suas qualidades tão à mostra, que a um primeiro olhar já sabemos a que vieram...Outros têm essas mesmas qualidades muito bem guardadas e precisamos ir desvendando-as aos poucos... 
Alguns esbarram na gente numa esquina qualquer, sem avisar e nos dão carinhos reais, sorrisos reais, proteção real.... Uns não são melhores nem piores que os outros; são apenas diferentes, com suas qualidades que devemos salientar, com seus defeitos que devemos enfrentar (pois quando gostamos temos compromisso de ser fiéis até aos defeitos do nosso anjo). O importante é tentarmos, ao longo das nossas vidas, termos sempre algum anjo com o qual possamos contar nas horas difíceis para nos dar alento... e nas horas alegres para rir com a gente, rir da gente, da vida enfim... O importante é termos anjos... O importante é sermos anjos.

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Vídeo para homenagear os avós...ótimo!!!

Hoje é dia dos avós! Parabéns!

As avós são também chamadas de "segunda mãe", e os avôs, de "segundo pai", e muitas vezes estão ao lado e mesmo à frente da educação de seus netos, com sua sabedoria, experiência e com certeza um sentimento maravilhoso de estar vivenciando os frutos de seu fruto, ou seja, a continuidade das gerações.
Celebrar o Dia dos Avós significa celebrar a experiência de vida, reconhecer o valor da sabedoria adquirida, não apenas nos livros, nem nas escolas, mas no convívio com as pessoas e com a própria natureza.

(PORTAL DA FAMÍLIA)

domingo, 25 de julho de 2010

A cada novo amanhecer


Mandamentos do Garfield para uma vida feliz!

PRECIOSA HISTÓRIA DE AMOR...

 A felicidade está nos pequenos detalhes e acontecimentos do dia-a-dia! 


 
A moça desta foto se chama Katie Kirkpatrick, e tem 21 anos. Ao lado dela está seu noivo Nick de 23 anos..
A foto foi tirada pouco antes da cerimônia de casamento dos dois, realizada em 11 de janeiro de 2005, nos EUA. Katie tem câncer em estado terminal e passa horas por dia recebendo medicação.
Na foto Nick aguarda o término de mais uma de suas sessões.
 




Apesar de sentir muita dor, de vários órgãos esteram apresentando falências e de ter que recorrer à morfina, Katie levou adiante o casamento e fez questão de cuidar de todos os detalhes.

O vestido teve que ser ajustado várias vezes, pois Katie perde peso todos os dias devido ao câncer.  



Um acessório inusitado na festa foi o tubo de oxigênio usado por Katie. Ele acompanhou a noiva em toda a cerimônia e na festa também.

O outro casal da foto são os pais de Nick, emocionados com o casamento do filho com a mulher que ele foi namorado desde a adolescência.  



Katie, sentada em uma cadeira de rodas e com o tubo de oxigênio, escutando o marido e os amigos cantando para ela.
   


No meio da festa, Katie pára para descansar um pouco. A dor a impede de ficar em pé por muito tempo.
   


Katie morreu 5 dias depois do casamento. Ver uma mulher tão debilitada vestida de noiva e com um sorriso nos lábios nos faz pensar...a felicidade sempre está ao alcance, dure enquanto dure, por isso devemos deixar de complicar nossas vidas...
   


  Quem me enviou esse material foi o Edilon, um grande amigo,
com quem já tive a oportunidade de algumas vezes discutir sobre
o que tem real valor nas nossas vidas. 
  Tanto discutindo com ele, quanto com outros amigos, sempre falamos
que o dia de hoje é que tem muito valor... e por incrível que pareça
nos esquecemos de valorizá-lo, de vivê-lo. Sem irresponsabilidade quanto 
ao dia de amanhã, é claro...muito menos sem esquecer os bons momentos 
de ontem, e aprender com os "tropeços" que por ventura tiverem ocorrido.
  O que importa é ir em frente...mas apreciar a paisagem de "hoje"!

  
  Dia 20 de julho foi dia internacional de celebrar a amizade, peço desculpas
a meus amigos e familiares pois não tive tempo de escrever no dia...


   Minha antepenúltima postagem é uma homenagem à nossa amizade... ela  diz que todo dia é dia de celebrá-la!
   E o que tem mais  valor na vida do que os momentos que passamos com quem amamos.... não é mesmo?

 "A felicidade está nos pequenos detalhes e acontecimentos do dia-a-dia!
    




   Abraços da amiga Malu!



 

Abraço ameniza as dores

http://boaspraticasfarmaceuticas.blogspot.com


Um toque de cura
Estudos mostram que abraços, afagos ou simples apertos de mão têm o poder de amenizar dores e aumentar a confiança de quem os recebe

Mais do que um simples gesto, o contato físico traz diversos benefícios para a saúde e desempenho das pessoas. Pesquisas realizadas por várias universidades americanas têm demonstrado que, além de aliviar a dor, o toque dá uma sensação de segurança e confiança para aqueles que o recebem, contribuindo no tratamento de doenças.

Estudiosos já concluíram, por exemplo, que receber massagem de alguém amado não só ameniza o desconforto, mas também acalma uma depressão, tranquiliza uma angústia e fortalece o relacionamento.

Um beijo da mãe no machucado da criança diminui a dor e estreita a relação de confiança. Um tapinha nas costas de um médico faz com que os pacientes tenham a impressão de que a consulta durou o dobro do tempo.

EXPLICAÇÃO HORMONAL

“Quando o médico toca o paciente de forma respeitosa, o paciente se sente mais seguro e tem mais liberdade para falar o que sente”, afirma o médico Roberto Caponero, do Hospital Israelita Albert Einstein . “Isso diminui a angústia e traz a confiança necessária para ele focar no tratamento e na cura da doença”, esclarece.

Se um cumprimento, uma massagem ou um abraço beneficiam a saúde, a causa pode ser a redução do estresse. De acordo com os pesquisadores, um toque de afeição pode fazer com que o organismo libera oxitocina, hormônio capaz de criar sensação de confiança e reduzir níveis de cortisol, o hormônio do estresse.
Caponero ressalta que um toque carinhoso também pode auxiliar os tratamentos das doenças por trazerem a sensação de recompensa.

“Uma criança que não quer tomar um remédio pode mudar de ideia se a mãe promete um cafuné, um beijo ou um abraço. Ao invés da mãe usar o castigo como arma, ela usa o carinho. É muito mais positivo e ainda traz segurança para a relação”, ensina.

Já o cardiologista e especialista em terapias alternativas Jones de Almeida ressalta que tratamentos humanizados são fundamentais para a cura de doenças e a forma como os pacientes lidam com a dor.

“Enfermeiras que tratam as crianças de forma mais íntima e humana fazem com que o tratamento seja mais rápido e eficaz, ajuda até no ganho de peso”, diz Almeida. Segundo ele, quando o paciente está sozinho e focado na doença e na dor, fica angustiado, podendo piorar o estado de saúde. O contrário acontece quando ele se distrai com situações positivas, como contato com a família, companheiro e os amigos.


“O tratamento medicinal associado ao carinho, ao amor, é muito mais eficaz. Hoje já existem grupos que trabalham até com um tratamento chamado terapia do abraço, focado no contato físico. É mais uma forma de salvar vidas”, conclui o especialista.

Beijo de mãe realmente faz dor de filho passar

Alguns toques em especial, como carinhos de mãe, diminuem a sensação de dor. O médico Ricardo Caponero afirma que a prática, tão comum, pode ser cientificamente explicada. “Tanto as sensações boas quanto as ruins chegam ao cérebro através dos mesmos nervos. Quando a criança machuca o dedo e a mãe faz carinho no local, por exemplo, dois estímulos diferentes estão chegando da mesma via ao cérebro. Eles disputam espaço, e um neutraliza o outro”, diz.

Caponero também afirma que o beijo materno tem um ‘efeito placebo’: quando a mãe diz à criança que vai dar um beijo e a dor vai passar, a criança acredita. A relação de confiança é tanta que contribui para a diminuição da dor.
Francilene Arydes, 39 anos, mãe de Lívia, 3, confirma. “Sempre que Lívia cai e começa a chorar, eu digo que vou dar beijinhos para passar a dor e ela se acalma. Não sabia que isso podia ser explicado pela ciência, mas sei que funciona na prática”, conta a comerciante.

DESCOBERTAS

ESPORTE
Cientistas da Universidade de Berkeley analisaram toques entre jogadores durante partidas de basquete nos EUA. A conclusão foi que os atletas de boas equipes tendem a se tocar mais do que os dos piores times.

CASAMENTO
Em entrevistas com casais, pesquisadores de Harvard concluíram que homens e mulheres que se tocam mais estão mais satisfeitos com a relação.

SALA DE AULA
Alunos que recebem toques de apoio do professor se voluntariam mais na sala de aula, dizem estudos da Universidade da Califórnia.

sábado, 24 de julho de 2010

Todo dia é dia de celebrar a amizade!

Dia da amizade
© Letícia Thompson
Hoje é dia da amizade?
E a amizade tem dia?
Se fosse por mim,
Eu faria todo dia:
Festa, guirlanda de flores,
Pintaria sóis,
Inventaria cores,
Pra ter junto de mim
Milhões de amigos,
Rindo de coração.
Subiria no arco-iris,
Faria palhaçada,
Pra ouvir dos amigos,
Uma boa gargalhada.
Queria ver nos olhares o brilho,
O encanto, a música, a dança,
Pra fazer sair
De cada amigo a criança,
Que somente quer brincar,
Sem se preocupar,
Se a roupa tá suja ou rasgada,
Se a cara tá limpa ou lambuzada,
Se o carrinho é de plástico ou madeira,
Se a boneca é de pano ou de cera...
Se o amigo é real ou virtual,
Isso seria bem igual.
Queria mesmo ver a pureza,
Olhares de esperança,
Risos mil,
Ecoando por toda a terra,
Enchendo o mundo de alegria.

E inventaram o dia do amigo?
Então, que seja hoje proibido:
Ficar triste, ficar doente,
Não dizer nada, estar descontente,
O silêncio, o mau-humor.
A lágrima fica autorizada,
Se ela for de emoção.
Fica liberado o amor,
O abraço-amigo bem forte,
Correndo do sul ao norte,
Nos unindo, ligando o mundo,
Numa corrente perfeita,
Celebrando e selando,
Este elo da amor!


Leticia Thompson
contact@leticiathompson

Aos meus amigos, com carinho!  Malu

sábado, 17 de julho de 2010

Louis Armstrong


What A Wonderful World

I see trees of green, red roses too
I see them bloom for me and you
And I think to myself, what a wonderful world

I see skies so blue and clouds of white
The bright blessed day, the dark sacred night
And I think to myself, what a wonderful world

The colors of the rainbow, so pretty in the sky
Are also on the faces of people going by
I see friends shaking hands, saying, "how do you do?"
They're really saying, "I love you"

I hear babies cry, I watch them grow
They'll learn much more, than I'll never know
And I think to myself, what a wonderful world

Yes, I think to myself, what a wonderful world

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Cyberbullying: a violência virtual


  Na internet e no celular, mensagens com imagens e comentários depreciativos se alastram rapidamente e tornam o bullying ainda mais perverso. Como o espaço virtual é ilimitado, o poder de agressão se amplia e a vítima se sente acuada mesmo fora da escola. E o que é pior: muitas vezes, ela não sabe de quem se defender
     Tudo sobre bullyng:   http://bit.ly/1arLdg

terça-feira, 13 de julho de 2010

Um pouquinho do que falamos nas palestras...

 Tenho recebido pedidos para eu deixar alguns comentários que faço na palestras...
  Então está aí...

“VIVER”
 
A ARTE NOSSA DE
CADA DIA!



"EU FICO COM A PUREZA DA RESPOSTA DAS CRIANÇAS..."

"É A VIDA!
É BONITA!
E é BONITA!"

“VIVER... E NÃO TER A VERGONHA DE SER FELIZ!


CANTAR...
A BELEZA DE SER UM ETERNO APRENDIZ!”
 
Afinal de contas:
“NADA DO QUE FOI SERÁ
DE NOVO DO JEITO QUE
JÁ FOI UM DIA...
TUDO PASSA...TUDO SEMPRE PASSARÁ!”
 
E já que...
“TUDO MUDA
O TEMPO TODO NO MUNDO...”
 
Tudo muda o tempo todo...Então temos que nos adaptar a essas mudanças...
Aproveitar a oportunidade que cada dia nos dá de recomeçar! Afinal, cada amanhecer é um presente!
Então, por que não ousar... nos arriscarmos um pouco mais?
Correr atrás dos nossos projetos... Afinal não há limites, por exemplo, para aprender algo novo! 

Ficar só no "será que vai dar certo?" só alimenta esse receio que nos paralisa...
Diga não ao medo...

Se a vida é feita de mudanças...de escolhas, ela é feita então de "primeiros passos"!

“É PRECISO SABER VIVER!”

E saber viver é também saber que temos que fazer dos erros, dos imprevistos nossos professores! E como já dizia Fernando Pessoa:


“PEDRAS NO CAMINHO?
GUARDO TODAS...
UM DIA CONSTRUIREI UM CASTELO!”




“Aprendi com as primaveras a me deixar cortar para
poder voltar inteira.”
  (Cecília Meirelles)
 

 É...não adianta se esconder...

Afinal, há muito ainda
para se colher nessa vida! 




Não podemos esquecer que...

“A VIDA VEM EM ONDAS
COMO O MAR...”

E portanto as nossas
conquistas chegam com o tempo!

“NÃO ADIANTA FUGIR
NEM MENTIR PRÁ SI MESMO
AGORA...

HÁ TANTA VIDA LÁ FORA  
AQUI DENTRO,
SEMPRE!”

COMO UMA ONDA NO MAR!

Estou deixando um pouquinho aqui do que costumamos falar... mas fica mais legal ao vivo!


Abraços!
Malu

Vídeo que uso em palestras...determinação!

Vídeo que uso em palestras...o amor não tem idade!

sábado, 10 de julho de 2010

Entrevista sobre paliativos numa UTI neonatal

O Filho Possível


 "Acompanhamos uma UTI neonatal que trabalha com cuidados paliativos. 
Nela, a medicina faz diferença mesmo quando não há cura."

Eliane Brum (texto) e Marcelo Min (fotos), Revista Época


Acesse:
http://tinyurl.com/y2fewxf     e

http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI132195-15257-3,00-O+FILHO+POSSIVEL.html


sexta-feira, 2 de julho de 2010

IV Congresso Internacional de Cuidados Paliativos em São Paulo - EDUCAR PARA PALIAR!


Pessoal, aqui no no nosso blog, já fazemos a nossa campanha anti bullying, e
apoiamos o projeto EDUCAR PARA A PAZ, da Cléo Fante (ver nas postagens).
E sempre falamos da importância de divulgar o conhecimento sobre Cuidados Paliativos,
o que é ressaltado neste próximo congresso - EDUCAR PARA PALIAR.
 
Palavra do Presidente
Prezado paliativista,
 
É com prazer que a Academia Nacional de Cuidados Paliativos – ANCP anuncia a realização do IV Congresso Internacional de Cuidados Paliativos, o mais importante evento da área no Brasil..
O tema escolhido é Educar para Paliar.
Nosso intuito é focar na importância da educação para disseminar uma cultura paliativista de qualidade em todas as esferas da Saúde e da Medicina no Brasil.
.
Seja bem-vindo ao IV Congresso Internacional de Cuidados Paliativos. A equipe da ANCP está à disposição.
 
Abraços paliativistas,
 
Dra. Silvia Maria de Macedo Barbosa
Presidente da Academia Nacional de Cuidados Paliativos
Presidente do IV Congresso Internacional de Cuidados Paliativos
-----------------------------------------------------------------